Seja bem vindo ao nosso site Rádio Educativa Vanguarda FM Uma rádio de Verdade a serviço do povo!

Saude
EDUCAÇÃO
ESPORTE
ANINCIE AQUI
SOCIEDADE
ANUCIE SITE

Portal de Notícias

Travestis são espancadas em Teresina:'Queria queimar meu corpo'

Travestis dizem que foram agredidas por 8 homens próximo de um posto na BR-316, zona Sul da Capital.

Publicada em 06/06/18 às 17:40h - 393 visualizações Rádio Educativa Vanguarda FM

Link da Notícia:
Compartilhe
   

Travestis são espancadas em Teresina:'Queria queimar meu corpo'

Travestis são espancadas em Teresina:'Queria queimar meu corpo'

Duas travestis denunciam que foram espancadas por um grupo de homens na zona Sul de Teresina no último domingo. Segundo relato das vítimas, os acusados são caminhoneiros. Uma das vítimas teve a perna quebrada. A outra vítima diz que não é a primeira vez que é agredida e afirma que um dos suspeitos [suposto caminhoneiro]  chegou a jogar combustível em seu corpo e tentou queimá-lo.

"Todas as pessoas que vem para cá são altamente educadas, mas somente no decorrer desse tempo que me desamparei com esses transfóbicos. Eu não suportei ver minha amiga no chão, e tive que correr", contou uma das vítimas, Paolla Nascimento, em entrevista para repórter Liana Paiva, do Agora da Rede Meio Norte. 

Travesti Paolla Nascimento  (Crédito: Rede Meio Norte)
Travesti Paolla Nascimento (Crédito: Rede Meio Norte)

Ela afirma ter sido espancada juntamente com uma amiga por diversos homens. Paolla e a colega faziam programa próximo de um posto na BR-316, zona Sul da Capital, quando foram agredidas por um grupo de cerca de 8 homens. O caso ocorreu no último dia 28 de maio. 

"Eles [acusados] usaram arma branca [faca], usaram pau, ferro. Eles me bateram no braço, nas pernas, no bumbum e na cabeça que está muito dolorida, inclusive estou tomando remédio antidepressivo. Eu estou com transtorno", relatou a travesti. 

Paolla ainda tentou fugir,  mas foi agredida. Após isso, conseguiu sair do local. Já a outra travesti tentou sair, mas foi duramente agredida, teve as pernas quebradas. 


Segundo as vitimas, os acusados são caminhoneiros que costumam frequentar o local. Elas denunciam e acusam a Polícia Militar de ter sido notificada e não ter prestado socorro. 

"Eles vieram até mim, disseram que não podiam fazer nada. Várias amigas minhas já se foram mortas cruelmente, então hoje em dia há muita dificuldade para as mulheres trabalharem na noite em Teresina, porque é no pânico, é com medo", relatou Isabelle Lima, presidente da Associação de Travestis, Transexuais e Transgêneros Piauí. 

Isabelle Lima, presidente da Associação de Travestis (Crédito: Rede Meio Norte)
Isabelle Lima, presidente da Associação de Travestis (Crédito: Rede Meio Norte)

Paolla diz que em outra ocasião chegou a ter combustível jogado no corpo. "Eu estava em um programa com um homem, aí ele mandou eu esperar no carro dele, e aí ele disse  assim:'aguarda aqui na porta do meu carro'. Ele demorou uma hora, e aí eu tive que ir atrás dele ali na conveniência. Quando eu cheguei lá, isso no domingo, ele jogou gasolina na minha cara e mandou tocar fogo em mim. Se eu não tivesse corrido, acho que não estaria aqui hoje contando essa história",  relatou. 

A outra travesti, que não quis se identificar, se recupera em casa. Além da perna quebrada, ela teve uma fratura na mão.

A investigação só será iniciada quando as vítimas registrarem boletim de ocorrência. A dificuldade da polícia será maior, já que os suspeitos, supostos caminhoneiros, não possuem residência fixa aqui. 

O Brasil lidera o ranking de homicídios contra LGBT's. O combate a esse tipo de crime deve se iniciar pela Secretaria de Segurança Pública. Por isso, Enyra Martins, do Grupo de Trabalho LGBT da SSP, falou sobre as ações desenvolvidas aqui para coibir a violência contra LGBT's. 

"A Secretaria de Segurança hoje trabalha com o GT-LGBT de Segurança Pública, que é um grupo de trabalho que vem realizando formações para esses profissionais de segurança: policiais militares, policiais civis, bombeiros. Então esses profissionais, nessas formações, eles entendem primeiro tudo quem são essas pessoas, para não colocarem tudo na mesma panela. Então eles sabem quem é o gay, quem é lésbica, quem é a mulher trans, travesti, homem trans. Além disso, nós temos o serviço da Central de Gênero, então as pessoas agredidas, pessoas LGBT, elas podem procurar a Central de Gênero, fazer denúncia e oi flagrante se for o caso", afirmou. 





Fonte: Portal MN



ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








WhatsApp 86994738001
Locutores
LOCUTOR CARDOSO
Júnior Sampaio
RAKIANA GOMES
RJ FILHO
CAMARA DE UNIÃO
CÃMARA DE MIGUEL ALVES
POVINO CARDOSO
A VOZ DO BRASIL
PROSA RURAL
FCO SAMPAIO, NAYANE e RAIMUNDINHA NUNES
DANIEL CARDOSO
HORA DA AVE MARIA
REGINALDO CONCEIÇÃO
ALDO MELO
SANTA MISSA EM SUA CASA
SONS DA VANGUARDA
No Ar
Hora Certa

VIDEOS SOBRE SAÚDE
Bate Papo

Digite seu NOME:

Notícias Atualizadas
Lorena está com mais de 700 vagas abertas em cursos gratuitos de capacitação; veja como se inscrever
Homem com mandado de prisão em aberto é detido com carro furtado e documentos falsos na BR-050
Campanha arrecada material escolar para alunos em situação de vulnerabilidade social
Saiba qual é a melhor cidade da região bragantina em alfabetização na rede pública
Leis do deputado Roberto Cidade fortalecem proteção à mulher no Amazonas
Embasa conclui reparo em tubulação danificada por obra de sistema de transporte em Salvador
Fiscalização apreende carga de 1.178 aparelhos celulares sem notas fiscais escondidos em fundo falso na estrutura de ônibus
Criança morre após ser atropelada por caminhão dirigido pelo próprio pai, diz polícia
AO VIVO: Assista ao Boa Noite Espírito Santo
Peça sua Música

Pedir

wátila

Teresina

depernabamba...

Karla

teresina

Melo de saudade...

Antônio Luís Alves da Costa

União Piauí

Banda Encantus , Inesquecível ...

Erick

União

Epitácio ...

Manda o alô prá mim aqui em Teresina árbitro Paulinho de união

Teresina

hino tricolor Paulista ...

Edivaldo Medeiros

União - PI

Um do das melhores do Reginaldo Rosy...

Estatísticas

Visitas: 1614200

Usuários Online: 1

Rádio Vanguarda Educativa FM - Rua 10 de Novembro S/N P- Centro Empresarial Maria Amélia do Rego Motta - centro - União-PI - Fone: (86) 3265-1144
Copyright (c) 2024 - Rádio Educativa Vanguarda FM - Todos os direitos reservados
Converse conosco pelo Whatsapp!
site, tv, videos, video, radio online, radio, radio ao vivo, radio matutos, internet radio, webradio, online radio, ao vivo, musica, shows, top 10, music, entretenimento, lazer, áudio, rádio, música, promocoes, canais, noticias, Streaming, Enquetes, Noticias,mp3,Blog, Eventos, Propaganda, Anuncie, Computador, Diversão e Arte, Internet, Jogos, Rádios e TVs, Tempo e Trânsito, �ltimas Notícias, informação, notícia, cultura, entretenimento, lazer, opinião, análise, jogos, Bandas, Banda, Novos Talentos, televisão, arte, som, áudio, rádio, Música, música, Rádio E TV, Propaganda, Entretenimento, Webradio, CD